CRISTINA QUARESMA | Secretária Municipal de Assistência Social:

Luiza Cristina Quaresma de Oliveira é iguaçuana e formada na área da Educação. Iniciou sua carreira como professora, chegando a ocupar o posto de diretora das escolas municipais Sender – hoje chamada Escola Municipal Profº Newton Goncalves de Barros – e Murilo Costa, ambas em Nova Iguaçu.

Sempre preocupada com as questões sociais, ampliou seus conhecimentos na área da Assistência Social. Foi secretária municipal de Assistência Social de Nova Iguaçu entre 1996 e 2004, cargo que voltou a ocupar entre 2013 e 2016 na mesma cidade.

O intervalo de 2005 a 2012 foi dedicado ao município de Queimados, onde passou por diversas áreas. Foi também secretária municipal de Assistência Social e, depois, subsecretária de Segurança. Lá, ainda atuou como gestora do Programa Projovem Trabalhador, qualificando 2 mil jovens para o mercado do trabalho, e como gestora da Praça dos Esportes e da Cultura, onde hoje funciona o CEU – Centro de Artes e Esportes Unificados, no bairro Vila São Roque.

SOBRE A SECRETARIA:

A Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) formula, implanta, regula, financia, executa, monitora e avalia políticas municipais de assistência social como parte integrante do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Suas ações estão voltadas para o atendimento integral às famílias, às crianças e adolescentes, aos idosos e às pessoas em situação de rua, encarando sempre como prioridade os segmentos que se encontrem em situação de maior vulnerabilidade social – sem distinção de raça, etnia, nacionalidade, sexo, classe social, religião, ideologia, nível de instrução, orientação sexual e julgamento moral.

As ações e serviços de Assistência Social são divididas em duas categorias de atenção ao cidadão: Proteção Social Básica e Proteção Social Especial de Média e de Alta Complexidade. A primeira compreende ações de caráter preventivo, para fortalecer laços familiares e comunitários. Já a segunda é subdividida, sendo a Proteção Social Especial de Média Complexidade a que engloba ações destinadas a situações onde os direitos do indivíduo e da família já foram violados, mas ainda há vínculo familiar e comunitário. A Proteção Social Especial de Alta Complexidade atende casos onde os direitos do indivíduo ou da família já foram violados e o vínculo familiar, rompido. Ela garante proteção integral, incluindo moradia, alimentação e trabalho para quem está em situação de ameaça.

A SEMAS responsabiliza-se, através de seus vários departamentos, pela gestão dos benefícios do governo federal, como o Bolsa Família e a Tarifa Social de Energia, entre outros programas de enfrentamento à pobreza.