SOBRE A CIDADE - Prefeitura Municipal de Mesquita - RJ

SOBRE A CIDADE

Home > SOBRE A CIDADE



MESQUITA, A CAÇULA DA BAIXADA FLUMINENSE!

Os primeiros cidadãos da área onde está assentado o município de Mesquita foram os índios Jacutingas. A localização, farta de mananciais de água que desciam do Gericinó, proporcionava a formação de belíssimas cachoeiras e ricas florestas. Nos locais baixos, as águas produziam uma bacia hidrográfica e desciam em direção ao rio Sarapuí. Dos índios, infelizmente, sobrou apenas o nome de um dos bairros da cidade: Jacutinga.

A cidade de Mesquita é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Sua população em 2010 era de 168.403 habitantes, de acordo com o IBGE. O nome Mesquita é uma referência ao Barão de Mesquita, proprietário das fazendas que hoje compõem a região central da cidade.

A história da cidade ganha um novo capítulo a partir do Movimento Pró-Emancipação. Por volta dos anos de 1950 que surgiram os primeiros pensamentos emancipacionistas, onde Mesquita deixaria de ser o 5º distrito de Nova Iguaçu. Somente em 1987 houve o primeiro plebiscito. Mesquita conquistou sua emancipação no dia 25 de setembro de 1999.



O Brasão de Armas do Município de Mesquita, criado pela Lei nº 142 de 17 de dezembro de 2003 é o primeiro símbolo oficial da Cidade.

A Estrela em Chefe representa o município de Mesquita (autonomia, luz própria), ornada de uma Coroa-de-Louros (de origem grego-latina), caracterizando a merecida vitória, após sofrida, mas persistente, batalha, em busca da desejada EMANCIPAÇÃO.

A Roda (dentada), simbolizando a roda do Engenho da Cachoeira, em cujo território, surgiria Mesquita (sede do Município), antecipando-se à Chaminé, representativa das olarias e cerâmicas (atividade implantada à margem direita do traço ferroviário), entre as quais destacou-se a Ludolf Ludolf, exportando telhas francesas; seguindo-se à Caixa D`água, de importantíssimo estabelecimento fabril, conjunto esse simbolizando a Cidade Industrial; a locomotiva da Estrada de Ferro Dom Pedro II / Central do Brasil, representando a Cidade Comercial, fundamental para o escoamento da economia, ligando-se com a Capital do Império; e o conjunto de Elevações, representando o Maciço Gericinó da Chatuba ao Vale do Rio da Cachoeira (Rio ou Canal Dona Eugênia). A cana e a laranja (uma vez, que a produção mesquitense se incluía entre as laranjas preferidas, para o consumo argentino), guarnecendo o escudo, representando as riquezas dos campos do passado da geo-história mesquitense, os anos de 1884 e 1999, respectivamente, indicado o surgimento da Estação Ferroviária (Jerônimo de Mesquita, origem do nome Mesquita) e a data da criação do município de Mesquita.

O SIGNIFICADO DAS CORES

Ouro – força, persistência;
Prata – candura;
Goles (vermelho) – intrepidez, ousadia;
Blau (azul) – serenidade;
Sinople (verde) – abundância, fartura;
Sable (negro) – equilíbrio;


DISPOSIÇÃO DAS CORES E CARACTERÍSTICAS

O Brasão de Armas do município de Mesquita, assim posto, apresenta as seguintes características: Escudo Português, Campo Terciado em faixa, a primeira de Blau (azul), com uma Estrela de Ouro, destaca-se em Chefe, ornada com uma Coroa-de–louros, também em ouro; a segunda faixa, partida, o conjunto de símbolos, Ouro e Goles (vermelho), em campo de prata, e uma Locomotiva em Sable (negro) em campo de ouro; na terceira faixa, em campo de Blau (azul) um conjunto de elevações (morros), em Sinople (verde), conforme as nuances utilizadas pela Prefeitura. Listel de Ouro e Letras de Sable (negro), registrando os seguintes dizeres: “1884- Mesquita-1999”.

O conjunto encimado pela Coroa Mural de Cinco Torres, de Prata, que é da Cidade, com cinco aberturas, significando as ligações com os municípios limítrofes. O Escudo tem suportes ou guarnições, uma haste de cana e uma de laranja, frutadas, nas apropriadas cores, respectivamente.


Autor: Prefeito Municipal – Lei nº 222 de 21 de dezembro de 2005.

“Dispõe sobre a criação da Bandeira do Município de Mesquita e dá outras Providências”. A CÂMARA MUNICIPAL DE MESQUITA, por seus representantes legais aprova e eu sanciono a seguinte, LEI:

Art. 1° – Fica criada a Bandeira do Município de Mesquita, na forma abaixo, conforme figura 1: “Nas cores verde e amarela, representando as matas e as riquezas do Brasil, respectivamente, com o Brasão de Armas do Município ao centro, sendo: a estrela em chefe, que representa o Município de Mesquita (autonomia, luz própria), ornada de uma coroa de louros (de origem grego-latina), caracterizando a merecida vitória do povo mesquitense, após sofrida, mas persistente batalha, em busca da AUTONOMIA E DA LIBERDADE POLÍTICA DO NOSSO MUNICÍPIO; a roda (dentada), simbolizando a roda do Engenho da Cachoeira, em cujo território surgiria Mesquita (sede do município), antecipando-se à chaminé, representativa das olarias e cerâmicas (atividade implantada à margem direita do traço ferroviário, entre as quais destacou-se a Ludolf&Ludolf, exportando telhas francesas; seguindo-se a caixa d’água de importantíssimo estabelecimento fabril, conjunto simbolizando a Cidade Industrial; a locomotiva da estrada de ferro Dom Pedro Segundo/Central do Brasil, representando a Cidade Comercial, fundamental para o escoamento da economia, ligando-se com a Capital do Império; conjunto de elevações representando o Maciço Gericinó, da Chatuba ao Vale do Rio da Cachoeira (Rio ou Canal Dona Eugênia); a cana e a laranja (uma vez que a produção mesquitense se inclua entre a laranja preferida para o consumo argentino), guarnecendo o escudo, representando riquezas dos campos passados da Geo-História mesquitense; os anos de 1884 e 1999, respectivamente, indicando o surgimento da Estação Ferroviária Jerônimo de Mesquita, origem do nome Mesquita) e a data da criação do Município de Mesquita.

SIGNIFICADO DAS CORES

Ouro: força, persistência;
Prata: candura;
Goles (vermelho): intrepidez, ousadia;
Blau (azul): serenidade;
Sinople (verde): abundância, fartura;
Sable (negro): equilíbrio;


DISPOSIÇÃO DAS CORES E CARACTERÍSTICAS

O Brasão de Armas do município de Mesquita, assim posto, apresenta as seguintes características: Escudo Português, Campo Terciado em faixa, a primeira de Blau (azul), com uma Estrela de ouro, destaca-se em Chefe, ornada com uma Coroa-de-louros, também em ouro; a segunda faixa partida, o conjunto de símbolos, Ouro e Goles (vermelho), em campo de prata e uma Locomotiva, em Sable (negro) em campo de ouro; na terceira faixa, em campo de Blau (azul) um conjunto de elevações (morros); em Sinople (verde), conforme as nuances utilizadas pela Prefeitura. Listel de Ouro e letras de Sable (negro), registrando os seguintes dizeres: “1884 – MESQUITA – 1999”. Conjunto encimado pela Coroa Mural de Cinco Torres, de prata, que é da Cidade, com cinco aberturas, significando as ligações com os municípios limítrofes. O Escudo tem suportes ou guarnições, uma haste de cana e uma de laranja, frutadas, nas apropriadas cores, respectivamente.

Art. 2° – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.


De acordo com o Decreto 1.081, publicado no Diário Oficial Eletrônico, de 15 de fevereiro de 2012,
fica instituído o Hino Oficial do Município.


HINO

No ressoar de uma feliz memória
O coração pulsa forte e avista
Passado unido ao futuro na historia
A estampar os sinais de conquistas
As chaminés das tuas olarias
Apontam o sol a trazer novos dias
Terra que um dia foi caminho do ouro
No Estado do Rio também registrado
Como o Engenho da Cachoeira
Marcando o brilho de um tempo novo
Que ali já nascia indicando que havia uma força sobremaneira
Mesquita, nasce em setembro a tua primavera que floresce a esperança
Mesquita, na marcha do tempo bela aurora prá ti sempre avança
Dos jacutingas guerreiros a herança de carregar a bravura tenaz
Um refrigério foste pros tropeiros que descansavam em teus mananciais
E desfrutavam em teu tenro seio puros momentos de sonhos e paz
Em tuas serras um verde esperança
De um povo que sempre espera
Ir colhendo frutos doces de muitas mudanças
Lembrando o doce dos canaviais
E o destaque ao exportar indo além das fronteiras
Com a colheita dos teus laranjais
Mesquita, nasce em setembro a tua primavera que floresce a esperança
Mesquita, na marcha do tempo bela aurora prá ti sempre avança
Celeiro abrigo de muitos artistas
que a arte de te exaltar sopre forte
Um eterno ar que dê cidadania
A uma gente que sempre se importe
Com um chão fértil e por quem nele habita
Cantando as glórias e tuas conquistas
Tu és cidade de um belo passado
Estrada de ferro, olarias, laranjas e indústrias nunca sairão
Da mente onde estarão ilustrados
O esforço, o suor, a determinação
das pessoas da raiz do teu chão


(Música e Letra: Luciene Vasconcelos Gomes e João Paulo Gomes)
 

INFORMAÇÃO SOBRE O INFORME DE RENDIMENTOS DO PORTAL DO SERVIDOR PÚBLICO!

Prezado servidor(a),

Devido ao problema de atualização do novo Portal do Servidor Público, ocorreram inconsistências de informações nas consultas de informe de rendimentos para declaração de imposto de renda de alguns servidores que tiveram os valores duplicados durante a consulta através do portal.

Portanto, por precaução, solicitamos que todos os servidores que tenham obtido os informes de rendimentos através do Portal do Servidor Público no período entre 08/04/2020 e 27/05/2020 obtenham-nos novamente através de nova consulta no mesmo portal, que já se encontra com as informações dos informes de rendimentos retificadas, segundo a Modernização Pública e Informática LTDA, empresa responsável pelo portal.

Na possibilidade do servidor ter feito a declaração do imposto de renda junto à Receita Federal, orientamos que retire novamente o informe de rendimentos conforme orientação acima, verifique a exatidão das informações declaradas com as obtidas no novo informe de rendimentos, e caso as informações declaradas estejam distintas, deverá, indispensavelmente, realizar a declaração retificadora junto à Receita Federal.

Prezado Servidor!

Informamos que os acessos aos contracheques e informes de rendimentos para declaração de imposto de renda foram migrados para o Portal do Servidor Público. Desta forma, para o primeiro acesso ao novo portal, o servidor deverá criar nova senha, de acordo com as orientações que seguem:

1)      Digitar o CPF;

2)      Marcar a caixa de verificação reCAPTCHA “Não sou um robô;

3)      Clicar em “Criar Senha / 1º Acesso”;

4)      Confirmar os dados solicitados e clicar “Avançar”;

5)      Informar o e-mail e a senha a ser criada, para utilização no Portal do Servidor Público.

 

OBS.: Durante o cadastro da senha poderá ser solicitado o NOME COMPLETO DO SERVIDOR, ao qual deverá ser informado EXATAMENTE COMO CADASTRADO NA FOLHA DE PAGAMENTO DA PREFEITURA DE MESQUITA, observando-se os caracteres com acentuações e os espaçamentos entre nomes e sobrenomes, sendo preferível, portanto, consultar o nome completo nos documentos mais recentemente emitidos, como contracheques de meses anteriores, por exemplo.”

LINK DO PORTAL DO SERVIDOR NA IMAGEM ABAIXO

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

Primeira clínica da família de Mesquita completa três anos

Primeira clínica da família de Mesquita completa três anos

Aberta em julho de 2018, unidade Dr. Jorge Campos atende mesquitenses de todo o bairro da Coreia, garantindo exames e ...
Desenvolvimento:
CCS - Coordenadoria de Comunicação Social